O Vendedor de Sonhos

O Vendedor de Sonhos narra a história de um personagem desconhecido e maltrapilho que tenta mostrar às pessoas que estamos diante de uma sociedade corrompida e decadente que robotiza e escraviza o homem de uma tal forma que a maioria nem se dá conta de que não aproveita o maior dom que temos, que é viver.

Júlio César, renomado professor universitário, está a beira do suicídio e reencontra o sentido da vida com a ajuda de seu futuro mestre — O Vendedor de Sonhos — que após impedi-lo de cometer suicídio, recruta-o como seu discípulo e, juntos, passam a vender sonhos para as pessoas instigando nelas o desejo por uma vida melhor.

Esse homem, de quem ninguém sabe a origem, o nome ou a história, chamado de mestre, vende às pessoas o sonho de serem seres humanos sem fronteiras, seres livres do preconceito, do egocentrismo, da soberba, do egoísmo, da rotina, da massificação, que acabam cegando e sufocando o homem, seja por esquecimento ou por estar tão envolvido no cotidiano que o rodeia que esquece que o mais importante é o que cada um considera para si — o que faz com sua vida e o que poderia fazer — e, não a posição social ou a posse de bens que acumula durante toda a sua existência.

No desenrolar da história, em meio aos seus discursos, O Vendedor de Sonhos, atrai cada vez mais pessoas que encontram nas suas palavras o que precisam ouvir e, a partir daí, elas se tornam seguidoras dele e acabam por formar um grupo de discípulos, que juntos, saem pelas ruas da cidade para vender sonhos e apregoar que o mundo contemporâneo se transformou em um manicômio e que todos somos conviventes e participamos, indiretamente ou diretamente, na formação dessa mesma sociedade.


....Sou apenas um caminhante
Que perdeu o medo de se perder
Estou seguro de que sou imperfeito
Podem me chamar de louco...
Não importa!
O que importa é que sou um caminhante
Que vende sonhos para os passantes
Não tenho bússola nem agenda
Não tenho nada, mas tenho tudo ...
À procura de mim mesmo ...


Trecho da música que todos os seguidores e o mestre cantam


O livro O Vendedor de Sonhos é uma viagem ao mais profundo de nosso âmago e nos conduz a refletir sobre toda a trajetória de vida de cada um de nós e das opções de nossos valores. Augusto Cury, nos faz rir, chorar e refletir sobre a sociedade moderna, cultura religiosa e os valores que aceitamos como nossos.

Ler este livro é desenvolver a capacidade de rever e discernir nossos próprios objetivos, desvendar os nossos sonhos, desejos e esperanças e, acima de tudo de sermos capazes de reaprender a reagir contra nossa passividade, reaprender a direcionar nossas mãos, nossa mente e nosso coração, enfim, atuar para concretizar o que viemos fazer aqui...o bem viver!


“COMO SE ACHAR SEM NUNCA SE PERDER”— Augusto Jorge Cury


Augusto Jorge Cury é médico, psiquiatra, psicoterapeuta e escritor, principalmente, de auto-ajuda. Desenvolveu a teoria da inteligência multifocal, sobre o funcionamento da mente, o processo de construção do pensamento e formação de pensadores. Seus livros já venderam mais de 12 milhões de exemplares somente no Brasil, e são publicados em mais de 50 países.

Título: O Vendedor de Sonhos
Escritor: Augusto Cury
Editora: Academia
Preço: De R$ 12,58 até R$ 26,61

http://livrospralerereler.blogspot.com/


Tags:
Vendedor, sonhos, homem, suicídio, caminhante, viagem


Poderá também gostar de:
Armadilhas da Mente
Você é Insubstituível 
Ansiedade - Como Enfrentar o Mal do Século
.